Savio Sperandio, baixo

Savio Sperandio
Baixo

Sua voz profunda, segura, de timbre maravilhoso, técnica impecável e projeção de alta qualidade mostrou porque ele é um dos artistas de maior destaque no cenário lírico brasileiro hoje.
Leonardo Marques
movimento.com

clique para download

A voz e a presença cênica marcantes de Sávio Sperandio o tem tornado um dos artistas mais solicitados do Brasil. Tem se apresentado em óperas nos Teatros Municipais do Rio de Janeiro e São Paulo, Theatro da Paz (Belém), Teatro Amazonas (Manaus), Palácio das Artes de Belo Horizonte, Teatro São Pedro (SP), Teatro Pedro II (Rib. Preto - SP), nos títulos Il Trovatore, La Forza del Destino, Macbeth, Sanson et Dalila, Le nozze di Fígaro, Die Zauberflöte, Falstaff, Don Carlo, Colombo, Romeo et Juliette, Orfeo, Don Giovanni, Gianni Schichi, La Boheme, Lucia di Lammermoor, Il Guarani, Lo Schiavo, Les Troyen, Vec Makropulos, Aida, Joanna de Flandres, Rigoletto, L`Elisir d`amore, Il Barbiere di Siviglia, The Rake's Progress etc.

No exterior cantou O Barbeiro de Sevilha (Bartolo) no Teatro Colón de Buenos Aires (2005), no Festival de Ópera de Ercolano/tália (2007) e no Teatro Real de Madrid (2008), L’Italiana in Algeri (Mustafá) no Festival Rossini in Wildbad, Alemanha (2008), Il Viaggio a Reims (Don Profondo) no Rossini Opera Festival de Pesaro (2006) e no Teatro Arriaga de Bilbao/Espanha (2008) sob direção de Emilio Sagi e regência de Alberto Zedda, Don Pasquale (Don Pasquale) no Teatro Real de Madrid (2009), Zelmira (Gran Sacerdote) no Rossini Opera Festival de Pesaro (2009) sob reg. de Roberto Abbado, Una cosa rara (Lisargo) no Palau de les Arts Reina Sofía em Valencia (2010), Ernani (G. Verdi) no Teatro Avenida de Buenos Aires e Le Grand Macabre no Teatro Argentino La Plata, L'Italiana in Argel no Teatro del SODRE en Montevideo e Falstaff (Pistola) para a Ópera de Colombia em Bogotá.

Recentemente participou das montagens de The Rake's Progress (Nick Shadow) no Teatro Municipal de São Paulo, Nabucco, e Romeo e Julieta no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, O Caso Makropulos com a Petrobras Sinfônica, Aida e D. Giovanni em Porto Alegre, O Barbeiro de Sevilha com a CIA Brasileira de Opera na turnê pelo Brasil e La Boheme no Teatro Pedro II em Ribeirão Preto-SP entre outras.

Performances futuras incluem Ochs em Rosenkavalier no Teatro Municipal de São Paulo, Daland em O Navio Fantasma no Palácio das Artes entre outras produções e concertos.

Correspondência Rua Conselheiro Nébias, 1501 - 50
São Paulo, SP
01203-002