Paulo Mandarino, tenor

Paulo Mandarino
tenor

"...voz de excelente timbre com agudos luminosos e brilhantes...excelentes predicados vocais atuações cênicas impecáveis..."
operaeballet

clique para download

Com sólida formação musical, Paulo Mandarino destaca-se no cenário lírico como intérprete de personagens que vão do clássico ao verismo. Ganhador da Bolsa Virtuose, concedida pelo Ministério da Cultura a profissionais consagrados, estudou na Accademia Lirica Italiana, em Milão, com o tenor Pier-Miranda Ferraro.

Apresentou-se em concertos nas cidades de Paris, Milão, Roma, Viena e Budapeste.

Sua estreia profissional foi como Edgardo, na ópera Lucia di Lammermoor, de Donizetti em sua cidade nata, Brasília. Desde então apresenta ao público personagens como Rodolfo, em La Bohème; Pinkerton, em Butterfly; Cavaradossi, em Tosca, de Puccini; Idomeneo, em Idomeneo, de Mozart; Riccardo, em Un ballo in maschera; Duca di Mantova, em Rigoletto, de Verdi; Oedipus, de Strawinski; Hoffmann, de Offenbach, Faust, de Berlioz.

Como concertista, Mandarino tem se destacado por suas participações no Requiem e Inno delle Nazioni, de Verdi; Sinfonia nº 9, de Beethoven; O Messias, de Haendel, entre outras obras.

Trabalhou com maestros como Jacques Delacote, Isaac Karabtchevsky, Ligia Amadio, Roberto Minczuk, Marin Alsop, Victor Hugo Toro, Marin Alsop, Luiz Fernando Malheiro, Silvio Viegas, Alessandro Sangiorgi, Roberto Tibiriçá, Guilherme Mannis, Marcelo de Jesus nos maiores teatros brasileiros como Municipal de São Paulo, Municipal do Rio de Janeiro, Sala São Paulo, Teatro Amazonas e Palácio das Artes.

Compromissos recentes incluem Faust, em La damnation de Faust, de Berlioz, no Theatro Municipal de São Paulo e a Nona Sinfonia de Beethoven com da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP) na Sala São Paulo, concerto 3 Tenores em Vitória entre outros.

Correspondência Rua Conselheiro Nébias, 1501 - 50
São Paulo, SP
01203-002