Matheus Pompeu, tenor

matheus pompeu
tenor

"The hero Jontek, a part taken here by the exciting young Brazilian tenor Matheus Pompeu, who sings with power and pathos and brings appealing colors to Jontek’s dumka/canzone."
Opera Magazine 
CD Halka, indicado ao Opera Award 2020


- clique para download de bios, fotos e críticas

Nascido em Três Corações, Brasil, o tenor lírico Matheus Pompeu inicia sua carreira cantando nos principais palcos de seu país, alternando entre Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, onde conhece a Maestra Isabel Maresca, de quem se torna amigo e pupilo. Em 2017 se lança na Europa e conclui seu processo de formação na prestigiosa escola de ópera do Palau de les Arts de Valencia, na época dirigida por Davide Livermoore e Placido Domingo. 

Em Valencia acontece uma reviravolta decisiva: conhece o grande violista e Maestro Fabio Biondi de quem recebe o convite para gravar seu primeiro disco com o aclamado ensemble Europa Galante. Canta com paixão a parte de Jontek, protagonista masculino de “Halka”, obra prima da música polonesa, trabalho recentemente indicado ao International Opera Award 2020 como melhor gravação de ópera completa. Desde então já são quatro as colaborações discográficas entre o tenor e o grupo italiano.

Sob a batuta de Fabio Biondi passa a integrar a programação de festivais em famosas salas de concerto e teatros da Europa: Elbphilharmonie de Hamburgo, Musikfestival de Bremen, Alfredo Kraus de Gran Canaria, Festival Chopin e Ópera National de Varsóvia, recebendo grande reconhecimento do público e da crítica especializada. Passando por diferentes estilos doa vida e voz a obras de Monteverdi, Händel, Rossini, Moniuszko e Giuseppe Verdi.

Em 2019 debuta na Alemanha seu Duca di Mantova, em “Rigoletto”, com mais de dez récitas com casa cheia. Destaque também para sua recente aparição na Ópera de Poznan como Alfredo, em “La Traviata”, e como Corrado, em “Il Corsaro”, no Festival Chopin de Varsóvia, gravado em disco.

Matheus Pompeu foi condecorado em seu país com a medalha Carlos Gomes de honra ao mérito musical por sua importante contribuição no campo das artes e da cultura. Foi duplamente premiado no V Concorso Internazionale Marcello Giordani, na Sicília, em 2015; no mesmo ano tirou o primeiro lugar no Concurso Carlos Gomes, no Brasil; em 2019 foi o grande vencedor do primeiro premio no IV International Adam Didur Opera Singers’ Competition, na Polônia.

Compromissos futuros na agenda do tenor incluem a Missa Solemnis de Beethoven com a Filharmonia de Szczecin e mais um título de Moniuszko no Festival Chopin 2020.  

Avenida Paulista,171
4º Andar São Paulo, SP
01311-000