Luiz-Ottavio Faria, baixo

Luiz-Ottavio Faria
Baixo

O baixo brasileiro Luiz-Ottavio Faria, natural de Bonsucesso, Rio de Janeiro, estudou canto com os professores consagrados como Fernando Teixeira, Nilzen Mirian Vianna, Charles Kellis, Simon Estes e Benjamin Mathews. Formado pela prestigiada The Juilliard School of Music, também foi aluno da Escola dos Músicos Militares do Brasil, Escola de Música Villa Lobos, Conservatório Brasileiro de Musica, Universidade do Rio deJaneiro, além de frequentar diversos festivais de verão, como o American Institute of Music Studies, AIMS em Gratz, na Áustria.

A estreia mundial de Luiz-Ottavio Faria se deu na ópera "Un Ballo in Maschera" de Giuseppe Verdi, no papel de Tommaso, ao lado do legendário tenor Carlo Bergonzi e do grande baritono brasileir, Fernando Teixeira no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com temporada estendida para o Theatro Municipal de São Paulo. Depois de sua estreia, cantou em New York City, Il Commendatore, em (Don Giovanni), Ramfis em (Aida), Sparafucile em (Rigoletto), Sarastro em (A Flauta Mágica), Colline em (La Boheme), Banquo em (Macbeth) e Oroveso em (Norma).

Luiz-Ottavio Faria foi vencedor de diversos concursos importantes de canto. Entre eles, destacam-se o prêmio no XXI Concurso Carlos Gomes, (1987), o troféu Guilherme Damiano; Bolsa de estudos para a The Juilliard School of Music; of New New York City; Die Meistersingers (AIMS, Gratz na Áustria (1994); Opera Index; The Great Buffalo Opera Competition e a YWCA em (1995), The New Jersey State Opera e o Lola Hayes Vocal Competition em (1996) e The William Matheus Sullivan Foundation Award (1997).

Tem excelente domínio de interpretação no repertório sinfônico, que inclui Requiem de Verdi, Nona Sinfônia de Beethoven, Requiem de Mozart, The King de Edward Elgar, Magnificat de Bach, Stabat Mater de Rossini e Stabat Mater de Dvorak.

ÂÂ Em Agosto de 2001, Luiz-Ottavio Faria se apresentou no Carnegie Hall de New York City no difícil papel de Marcel, na ópera "Les Huguenots"de Mayerbeer, pelo qual recebeu a máxima consagração do público e da mídia internacional, admirado tanto pela magnífica qualidade da sua voz de baixo como por suas habilidades de ator dramático.

Ao longo de sua vasta carreira de sucesso, apresentou-se sob a regência de consagrados maestros e regisseurs, tais como: Franco Zeffirelli, Riccardo Frizza, José Maria Florencio, Giancarlo del Monaco, Giuliano Carella, Robert Lyall, Kristine Mcintyre, Roberto Abbado, Isaac Karabtchevsky, Mauricio Garcia Lozano, Alfredo Silipigni, Roberto Minczuk, Saverio Marconi, Will Cruchtfield, Marco Lacomelli, Enrique Batiz, Franco Ripa di Meana, Silvio Barbato, Mark Gibson, Bia Lessa, Yoav Talmi, Henrique Passini, Neil Veron, Pier Francesco Maestrini, Mark Flint, Grahan Vick, Eve Queler, Lorenza Cantini, Ligia Amadio, Andrei Serban, Francis Graffeo, Thaddeus Strassberger, Ira Levin, Roberto Oswald, Gregory Ortega, Alejandro Chacon, Roberto Duarte, Andrew Morton, Bernard Labadie, Stephanie Sundine, James Meena, Naum Alves de Souza, Kyle Swann, Sergio Brito, Kevin Stites, Ira Siff, Francois Clemmons, Gabriel Villela, Kamal Khan, Carroll Freeman, Luiz Fernando Malheiro, Mark Verzatt, Ward Holmquist, Franco Gentilesca, Bruno Aprea, Jerome Shannon, Jung-Ho Pak, Jamil Maluf, Eugene Kohn, Chen Kaige, Kazushi Ono, Peter Keuschig, Daniel Oren, Srboljub Dinic, Maurizio Benini, Silvio Viegas, Kazushi Ono, Allex Aguilera, Giorgio Gallione, Fabrizio Maria Carminati, entre tantos outros.

Recentes e futuras apresentações de Luiz-Ottavio Faria incluem: Stabat Mater de Dvorak e Zaccaria (Nabucco) no Teatro Massimo di Palermo, Itália, Osmin (Abduction From Seraglio) Teatro Perez Galdoz, Opera de Las Palmas de Gran Canarias, Espanha, Ramphis (Aida) no Teatro Municipal de São Paulo, Brazil e Opera de Marseille, France, Alvise (La Gioconda) Teatro Nacional São Carlo, Lisboa, Portugal, Requiem de Verdi na Opera de Quebec, Canada e Attila (Attila) Festival de Opera La Coruna, Espanha, Il Grande Inquisitor, (Don Carlo) no Teatro Auditorio San Lorenzo de El Escurial, Espanha, King Henrich (Lohengrin) no Teatro Municipal de São Paulo, Brasil, Sparafucile, (Rigoletto) Pamplona, Espanha, Filippo II, (Don Carlo) Gaiolo, (Fosca) Opera de Antonio Carlos Gomes, no Teatro Municipal de São Paulo, Brasil, (I Capuletti e I Montecchi), Capellio, in Pamplona, Espanha e no Teatro Filarmonico di Verona, Italia, Turandot em Malaga, Espanha, Porgy and Bess no Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil e Don Carlo, Il Grande Inquisitore no Teatro di opera di Bologna, Italia.

Correspondência Rua Conselheiro Nébias, 1501 - 50
São Paulo, SP
01203-002