Carla Rizzi, mezzo soprano

Carla Rizzi
mezzo Soprano

"O momento em que Alisa discorre, totalmente sozinha, sobre o sofrimento de Lucia e a tragédia que se afigura foi o mais tocante de todo o espetáculo, testemunhando a sublime atuação de Carla Odorizzi."
(Lucia de Lammermoor, Teatro Municipal do Rio de Janeiro)
Eliane Lordello, Vitruvius


- clique para download

Graduada em canto pelo Conservatório Brasileiro de Música, com especialização na Accademia Musicale Chigiana, em Siena, Carla Rizzi é mezzo-soprano do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.  Apresentou-se como solista nas óperas Werther, As Bodas de  Fígaro, Così fan Tutte, Carmen, M.Butterfly, Rigoletto, Lucia di Lammermoor, além de concertos e recitais.  Participou da primeira audição brasileira da ópera O Amor das Três Laranjas, de Prokofiev, como Nicolette, com a Orquestra Petrobrás Sinfônica, sob a regência de Isaac Karabitchevisky.

Já se apresentou junto à Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Sinfônica da USP - Ribeirão Preto e Orquestra Sinfônica de Mulheres do Rio de Janeiro. Esteve à frente do projeto "Uma Noite na Ópera", que inaugurou o Teatro Cesgranrio. 

É formada em teatro, balé e sapateado.

Com a Cia Julieta de Serpa,  atuou em musicais como "Hollywood a  Magia do Cinema", "Canzone Per Te" e "Vai Resplandecer!, Um Tributo à  Clara Nunes". Cantou em trilhas sonoras de novelas e minisséries da Rede Globo como Amazônia, Duas Caras, Araguaia e Tempos Modernos.

Compromissos recentes de Carla Rizzi incluem Condessa Ceprano, na Ópera Rigoletto, no Theatro Municipal de São Paulo, sob a regência de Roberto Minczuk e direção de Jorge Takla, solisa junto a Orquestra de Ouro Preto e na obra Canção da Terra, de Mahler, com a Orquestra Sinfônica de Santos.

Correspondência Avenida Paulista,171 4º Andar
São Paulo, SP
01311-000