Carla Cottini

soprano

"Il soprano brasiliano Carla Cottini, già vincitrice del premio Maria Callas, convince appieno nel ruolo di Norina; oltre a essere pienamente nel personaggio, ha dato prova di possedere una voce calda e sonora, fluida ed elegante in scena, la spigliatezza giusta per il ruolo e gli acuti al posto giusto."
Don Pasquale, Teatro Sociale di Rovigo, 13/02/2015
Teatro.it, março de 2015

Vencedora do Prêmio Revelação no 10º Concurso de Canto Maria Callas em 2011, Carla Cottini tem se destacado por integrar em suas performances belo timbre e marcante presença cênica.

Tem atuado nos principais teatros de ópera e concerto do Brasil, como Teatro Municipal de São Paulo (Don Giovanni, O Morcego, Thaïs e Ainadamar), Teatro Municipal do Rio de Janeiro (Le Nozze di Figaro), Sala Minas Gerais (Così fan tutte) e Palácio das Artes de Belo Horizonte (Missa em dó menor de Mozart).

Apresentou-se também no Palau de la Musica de Valencia (Hansel und Gretel), Auditórios de Ribarroja e Paterna, na Espanha, Teatro Sociale di Rovigo, na Itália (Don Pasquale), Festival de Música de Cartagena, com a Orpheus Chamber Orchestra.

Compromissos recentes de Carla incluem Adina em Elisir d'Amore em Roma com a Associazione Tito Gobbi e Zerlina no Teatro São Pedro de Porto Alegre.

Colaborou em produções dirigidas por Pier Francesco Maestrini, Livia Sabbag, Francesco Belloto, Stefano Poda e Caetano Vilela.

Cantou sob a regência de Rinaldo Allessandrini, Alain Guingal, Luiz Fernando Malheiro, Roberto Tibiriça, Yoram David, Fábio Mechetti, Silvio Viegas, Rodolfo Fischer, Carlos Prazeres, Helder Trefzger, Evandro Matté e Tobias Volkmann.

Concluiu seu mestrado em interpretação operística no Conservatório Superior de Música Joaquín Rodrigo de Valencia, Espanha, sob orientação de Ana Luisa Chova. Desde 2012 tem como tutora, a soprano Eliane Coelho.

Crítica

"...o soprano lírico Carla Cottini, brilhante e esplêndida, abraçou uma Zerlina sedutora e sensual."
Marco Antonio Seta, movimento.com, setembro de 2013
D. Giovanni, Teatro Municipal de São Paulo

 

“Reservo um parágrafo especial a Carla Cottini, no esplendor de uma Valencienne bela e malévola, condensando sensualidade, graça, antipatia, descaso, com inegável torpor para quem a assiste. Perfeita. Fabulosa. Força da natureza numa mulher em viço e volume de saia rodada e pernas de fora. Simplesmente apaixonante o seu desempenho.”
Raphael Vidigal, esquinamusical, novembro de 2012
Valencienne, “A Viúva Alegre”, Palácio das Artes, Belo Horizonte, BR

 

"A soprano Carla Cottini mostrou-se uma revelação como a noiva de Figaro. Dona de uma voz leve e pautada em boa técnica, viveu uma deliciosa e encantadora Susanna, participando bem dos números de conjunto e cantando lindamente sua ária do último ato, Deh vieni, non tardar."

As Bodas de Fígaro, Teatro São Pedro, São Paulo.
Leonardo Marques, movimento.com  dezembro 2014

"Não conhecia a voz de Carla Cottini e de fato a moça impressionou pelo lirismo e pela doçura vocal. Um timbre leve, voz clara e ágil e uma atuação cênica de tirar o chapéu. Essas são as melhores palavras que definem o jovem soprano."


As Bodas de Fígaro, Teatro São Pedro, São Paulo.
Ali Hassan Ayache, movimento.com - dezembro 2014

"Il soprano brasiliano Carla Cottini, già vincitrice del premio Maria Callas, convince appieno nel ruolo di Norina; oltre a essere pienamente nel personaggio, ha dato prova di possedere una voce calda e sonora, fluida ed elegante in scena, la spigliatezza giusta per il ruolo e gli acuti al posto giusto."
Don Pasquale, Teatro Sociale di Rovigo, 13/02/2015
Teatro.it, março de 2015

 

"A revelação lírica do ano de 2014 tem um nome, Carla Cottini. O soprano surpreendeu e encantou o público paulistano com voz de timbre lírico e sedutor, sua Susanna, personagem da ópera As Bodas de Fígaro apresentada no Theatro São Pedro esbanjou em talento vocal. No palco mostra atributos cênicos especiais e sua beleza faz os marmanjos babarem aos borbotões..."
operaeballetblogspot, fevereiro de 2015

 

"Perfeitas, as Crobyle e Myrtale de Carla Cottini e Malena Dayen"
Jorge Coli, julho de 2015
Revista Concerto

"Destaque pela excelente voz e atuação de Jean-François Borras como Nicias e o sempre belo timbre de Carla Cottini interpretando Crobyle."
Ali Hassan Ayache, julho de 2015
Blog Opera&Ballet

ver tudo...

Vídeos

  • Hänsel und Gretel
  • Là ci darem la mano
ver tudo...